Aquário

Para preparação de um aquário de camarões, entre todo o material necessário para montagem do mesmo, convém definir primeiramente a espécie de camarões que colocará, após a devida ciclagem.

A escolha de um aquário e o seu tamanho pode variar bastante de acordo com o pretendido, mas nunca esquecer que aquários mais pequenos são sempre os mais instáveis devido à possível oscilação de parâmetros.
Um aquário entre 30 a 40L está entre os preferidos pelos mais experientes neste hobby.

Para um aquário completo e funcional irá necessitar de substrato, água parametrizada, filtragem, luminária, controlo de temperatura (termostato e ventilador) e alguma decoração a gosto tais como plantas/musgos e cerâmicas.

 

 

Uma das mais importantes escolhas é o substrato do aquário que devemos usar:

Para Neocaridinas e Tigers, o substrato deve ser inerte (evitar substratos coloridos ou claros) já que não tem influência nos parâmetros da água nem necessidade de alteração aos mesmos.
Uma água com o kH alto (dureza carbonatos), irá manter o pH com poucas oscilações.

Nas Caridinas Ã© recomendado o uso de um substrato específico, sendo que este anula o kH (se necessário) e substitui o seu efeito mantendo o pH estável.

Mais importante que tudo neste substrato é a estabilidade constante que produz nestes tão essenciais parâmetros.

água a usar Ã© o segundo factor mais importante, dada a necessidade dos parâmetros para cada espécie.

As Neocaridinas suportam uma maior amplitude de parâmetros e grande parte da Ã¡gua da rede Ã© aceitável, apesar de poder conter alguns metais nocivos, mas que podem ser eliminados com produtos específicos para esse fim.
(Podem ser usados minerais GH/KH+ juntamente com Osmose ou água engarradada)

No caso das Caridinas sendo estas mais sensíveis, requerem maior controlo de parâmetros. É recomendado o uso de Ã¡gua de osmose ou engarrafada de baixa mineralização (inferior a 30ppm) com pH ácido.
(A min
eralização destas águas com GH+ é essencial para obter os parâmetros adequados a cada espécie)

O filtro/filtragem é essencial na aquariofilia, uma vez que é ele o responsável por manter a água limpa e em condições para todos os seres habitarem de maneira saudável.

Existem várias opções para uma boa filtragem, desde um filtro de cascata/mochila, aos mais usados filtros de esponja, auxiliados por uma bomba de ar ou de água.
A capacidade em L/h recomendada para o tipo de filtragem que selecione deve ser entre 3 a 5 vezes superior à litragem do aquário.

A filtragem do aquário deve estar em constante funcionamento sem qualquer tipo de interrupção.

A temperatura dos camarões, principalmente nas Caridinas deve ser mantida entre 20 a 23ºC, evitando grandes flutuações, sendo que as Neocaridinas ao serem mais resistentes suportam valores um pouco diferentes, nunca superior a 25/26ºC. 
As Caridinas Sulawesi necessitam constantemente de temperatura próxima a 28/29ºC.

O termostato deve ter pelo menos 1w por litro, no entanto em divisões de temperaturas baixas poderá ser necessário 2w por litro.

O uso de bons termostatos é essencial para evitar que a temperatura selecionada não corresponda, se possível com controlo constante de temperatura para maior segurança.

Um ventilador conjugado com um controlador de temperatura automático pode ser essencial para evitar diferenças bruscas de temperatura, principalmente durante dias mais quentes. 

A iluminação não deve ser excessiva, uma vez que os camarões não gostam de demasiada luz. Não obstante, uma iluminação fraca ou de baixa qualidade poderá ser insuficiente para o desenvolvimento de algumas plantas ou até mesmo alguns musgos (que são menos exigentes).

A luminária led, seja calha ou clip deve ser selecionado conforme o tamanho do aquário, preferencialmente com regulador de intensidade para possibilitar o ajuste necessário.

A iluminação é essencial na realização de funções biológicas e químicas, mas um período excessivo num aquário pode ser prejudicial.

Aquários com Neocaridinas ou Caridinas, 7 a 8 horas diárias é suficiente.
Sulawesi podemos usar 10 a 12h diárias já que o desenvolvimento de mais algas nestes aquários é benéfico. 

A decoração do aquário pode ter plantas, preferencialmente musgos uma vez que  requerem menos cuidados e manutenção, cerâmicastroncos ou rochas para aquário. Sempre devidamente tratados antes da sua introdução, para tal devem ser fervidos 2 a 3 minutos.

Algumas plantas de caule (ex. anúbias e cryptocorynes), durante as podas, podem libertar algum elemento que seja tóxico para os camarões e como tal devem ser escolhidas plantas evitando correr esse risco. Musgos são altamente aconselhados uma vez que são bons para retirarem nitratos e absorverem poluentes, são também uma fonte de biofilme refúgio para as crias dos nossos camarões. 

Há que ter algum cuidado na escolha de pedras, podendo utilizar desde xistos, basalto, granito, gnaisses, quartzo, entre outras. No geral todas as rochas ígneas são indicadas, evitando as que sejam sedimentares. Arenito, mármore e rochas calcárias NÃO devem ser utilizadas, pois irão libertar compostos na coluna de água alterando os parâmetros do aquário. Pode usar ácido muriático ou clorídrico na rocha que pretenda verificar, as sedimentares e contendo calcário irão reagir.

Introduzir APENAS elementos que sejam específicos para aquário !


BACK TO TOP
0
    0
    item(s)